21/06/2010

Mercado de Trabajo y economía solidaria en Brasil actual

IPEA
2010

O mercado de trabalho metropolitano registrou bom desempenho no primeiro trimestre de 2010, com melhora significativa dos principais indicadores em comparação com igual período de 2009. A análise está no Boletim Mercado de Trabalho: Conjuntura e análise n° 43, divulgado nesta segunda-feira, 14, pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Segundo o boletim, há boas perspectivas para o emprego no futuro imediato.

Além da seção de análise do mercado de trabalho, o boletim traz três notas técnicas. Na primeira, são analisados analisa os principais conceitos de mercado de trabalho adotados na nova pesquisa a ser implementada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), que integrará a PNAD e a Pesquisa Mensal de Emprego (PME).

Na segunda nota técnica são apresentados os principais resultados de duas experiências da Pesquisa de Emprego e desemprego (PED), do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), no interior do Brasil. A terceira nota técnica trata da avaliação do grau de concordância ou discordância dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério do Trabalho e Emprego, e da PME, do IBGE.

A seção Economia solidária e políticas públicas traz as visões expressas nos documentos da primeira e da segunda edição da Conferência Nacional da Economia Solidária sobre as relações que esta forma alternativa de organização do trabalho estabelece com as estratégias de desenvolvimento do Brasil.

Coordenado pela Diretoria de Estudos e Políticas Sociais (DISOC) do Ipea, o Boletim Mercado de Trabalho: Conjuntura e Análise é publicado trimestralmente e traz um panorama do funcionamento do mercado de trabalho, com a evolução dos principais indicadores divulgados pela PME, pelo CAGED e pela PED.

BUSCAR EN ESTUDIOS E INVESTIGACIONES

Con la colaboración de: