15/01/2011

Novos paradigmas de produção e consumo. Experiências innovadoras

Leandro Morais e Adriano Borges (Organizadores)
2010

A crise põe em cheque os paradigmas neoliberais e abre um novo período de discussões sobre a necessidade de se criar um novo modelo de desenvolvimento que tenha como propósito garantir uma vida digna para todos. É uma iniciativa “contracíclica” que ganha especial significado porque se inscreve na chave da defesa de direitos. Assim, reitera-se que a crise atual abre espaço para a construção de algo novo, inclusive, com a necessária e importante participação de toda a sociedade.

Na visão de Ladislau Dowbor, necessitamos desenvolver formas mais inteligentes de articulação entre os diversos objetivos econômicos, sociais, ambientais e culturais, e conseqüentemente, de colaboração entre os diversos atores que participam da construção social destes objetivos.

É nesta perspectiva que se insere a pesquisa Novos Paradigmas de Produção e Consumo, realizada pelo Instituto Pólis, cujo objetivo reside em mapear e estudar importantes experiências nas áreas de produção e consumo orientadas para a inclusão produtiva dos mais pobres e vulneráveis, para a afirmação dos direitos e para enfrentar as mudanças climáticas que ameaçam nossa existência. O propósito deste trabalho é extrair os ensinamentos de uma longa trajetória de experiências nascidas na sociedade civil e que são fruto de iniciativas de movimentos sociais e redes de cidadania. Muitas delas contam ou contaram com o apoio da cooperação internacional, assim como de instituições públicas, e resultaram em melhorias efetivas, especialmente no âmbito dos territórios em que atuam, no âmbito dos governos locais.

A pesquisa levou à constituição de uma rede de parceiros de extrema importância, tanto para as discussões concernentes aos avanços metodológicos construídos e implementados, quanto para a possibilidade de apontar continuidades e, sobretudo, para “dar vida” à plataforma de políticas públicas que é tida como um dos principias resultados desta investigação e que será fruto de uma posterior publicação.

Fazem parte de lista de parceiros, especialistas do Instituto Pólis – Anna Luisa Salles Souto, Christiane Costa, Elizabeth Grimberg, Jorge Kayano, Hamilton Faria, José Carlos Vaz, Silvio Caccia Bava – e especialistas externos, como o Prof. Ladislau Dowbor (da PUC-SP), Caio Silveira (organizador da EXPO-BRASIL DESENVOLVIMENTO LOCAL) e o Prof. Antonio Cáceres Mora (da Universidade de Sevilha, Espanha), entre outros.

BUSCAR EN ESTUDIOS E INVESTIGACIONES

Con la colaboración de: