14/11/2011

Proger (Programa de Generación de empleo y renta del gobierno de Brasil) y Economía Solidária

DIEESE
2011

“Economia Solidária e Proger”, não trata, nesta edição, propriamente da economia solidária, pois a base de dados do Sistema Nacional de Informações em Economia Solidária (Sies) não foi atualizada e, portanto, não há novas estatísticas para apresentar sobre o tema. O nome do livro foi mantido ainda assim, pois se trata de uma coleção com edições anuais. Optou-se, então, por fazer um recorte especial na Relação Anual de Informações Sociais (Rais), analisando os estabelecimentos cuja natureza jurídica é cooperativa.

Evidentemente, nem todas as cooperativas são de economia solidária, mas muitos empreendimentos de economia solidária são formalizados com esta natureza jurídica. Apesar de não ser possível indicar quais cooperativas são identificadas com a economia solidária, buscaram-se vários recortes temáticos e segmentações que permitem aproximações analíticas ou, pelo menos, oferecem muitos elementos para aprofundar o debate acerca do papel que esta forma de organização ocupa hoje na estrutura e dinâmica do trabalho no Brasil.

BUSCAR EN ESTUDIOS E INVESTIGACIONES

Con la colaboración de: