09/03/2021

Um caso exemplar de empreendedorismo colectivo pelas parcerias público-sociais: Associação Portuguesa para a Diversidade da Videira (PORVID). Por Manuel Belo Moreira

Neste capítulo parte-se de uma apreciação crítica das Parcerias Público-Privadas para a exploração teórica das potencialidades de uma forma particular destas que se digna por Parcerias Público-Sociais (PPS). Potencialidades genéricas para o desenvolvimento do país e, em particular como instrumento político para a criação e/ou manutenção de bens e serviços públicos. Potencialidades pouco ou nada exploradas embora se considera que podem ser contributo decisivo para a sustentabilidade a médio e longo prazo das zonas mais desfavorecidas.

A fundamentação teórica remete para as ideias de Elinor Ostrom, nomeadamente nO que respeita ao conceito de coprodução, que exalta as virtudes e sinergias do envolvimento de entidades diferentes, bem como à importância que esta autora atribui à ação colectiva. A PORVID serve ainda como ilustração do pensamento de Schumpeter que sublinha a importância da função empresarial inovadora lembrando que esta tanto pode ser individual, como colectiva, ou mesmo de iniciativa estatal.

A história da PORVID, cujo relevo para um sector tão importante como o que o vinho representa para a economia, emprego e identidade cultural do país é de sublinhar, ilustra o mérito do empreendedorismo colectivo sob uma forma que se pode considerar como uma PPS.

Em síntese, para além do seu interesse intrínseco, a análise desta iniciativa autoriza interessantes perspectivas e dá-nos pistas sobre as virtudes do que se pode obter com políticas capazes de aproveitar as potencialidades das PPS, servindo ainda como ilustração da aplicação prática do pensamento teórico dos autores referenciados

Palavras–chave: Parcerias público-privadas; parcerias público-sociais; empreendedorismo colectivo; bens e serviços públicos e zonas desfavorecidas.

Belo, M. (2020) Um caso exemplar de empreendedorismo colectivo pelas parcerias público-sociais: Associação Portuguesa para a Diversidade da Videira (PORVID). En Álvarez, J.F. & Marcuello, C. (Dirs.) Experiencias Emergentes de la Economía Social, OIBESCOOP, pp. 270-289. http://www.oibescoop.org/wp-content/uploads/cap-10.pdf

Descargar capítulo

Autor:

Manuel Belo Moreira (Portugal)

Universidade de Lisboa. Doutorado pela Université des Sciences Sociales Grnoble II (França). Doutorado e Agregado pela Universidade Técnica de Lisboa (atual Universidade de Lisboa), Professor Catedrático aposentado do Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa. Presidente da direção do Centro de Estudos em Economia Pública e Social (CIRIEC-Portugal) desde 2019. Áreas de interesse: Desenvolvimento rural em particular das zonas desfavorecidas; Globalização/financeirização; Cooperativas e Economia Social e Solidária.

BUSCAR EN NOTICIAS

Con la colaboración de:

Con el patrocinio de: