11/12/2018

Semana Estadual de Economia Solidaria do Maranhao 2018

“A ONU reconhece que os princípios e as ações efetivas da Economia Solidária têm relação direta com os objetivos de desenvolvimento sustentável da agenda 2030”, afirmou Leandro Morais, representante da Organização das Nações Unidas – ONU, durante a abertura oficial da Semana Estadual de Economia Soldaria, na tarde desta quarta-feira, 12, na Rua de Nazaré, Centro de São Luís.

O evento realizado entre os dias 10 a 15 deste mês, pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e Economia Solidaria – SETRES, reúne organizações entre associações, cooperativas e grupos informais, identificados e acompanhados pelas políticas públicas voltadas para o seguimento, implementadas pela SETRES em todo o estado. O encontro marca ainda o Dia Nacional de Economia Solidária, comemorado no dia 15 de dezembro.

Durante a solenidade, o representante da ONU ressaltou, ainda, que a atuação da Economia Solidária nestas frentes sociais precede a implantação da agenda 2030. “Redução da pobreza, segurança alimentar, empoderamento da mulher, participação comunitária, geração de trabalho e renda… a ONU reconhece essas ações e coloca as experiências de cooperativismo e associativismo trabalhadas pela economia solidária como o método para que os objetivos de desenvolvimentos sustentáveis se concretizem e aconteçam de fato nos territórios”, enfatizou.

“Esta é uma forma humanizada de gestão e organização social, onde a solidariedade, o ser humano e o meio são prioridades nesse processo de desenvolvimento econômico. A SEDIHPOP coloca esta pauta como um dos destaques no diálogo com a SETRES, buscando atender as demandas da população que cabem ao governo estadual”, destacou Gilvan Alves, Superintendente do Orçamento Participativo da Secretaria de Estado de Direito Humanos e Participação Popular – SEDIHPOP.

Segundo a Secretária Adjunta da SETRES, Nilce Cardoso, o evento se propõe a trabalhar com as organizações todos as perspectivas das ações integradas que demandam a efetivação da Economia Solidária – trocas de saberes, processo de formação, produção e comercialização dos produtos -, visndo o fortalecimento e intensificação das ações desenvolvidas ao longo do ano.

Além do emissário da ONU e da SEDIHPOP, a solenidade de abertura contou ainda com a representação do Conselho Estadual do Trabalho e Econômica Solidária, Movimento Nacional dos Catadores de Resíduo Sólidos, Secretaria de Agricultura Familiar, Superintendência Regional do Trabalho e outras autoridades e movimentos sociais.

Secretaria do Trabalho e Economia Solidária, Governo do Maranhao

BUSCAR EN NOTICIAS

ÚLTIMOS TWEETS

Con la colaboración de: